3 de agosto de 2018

Mensagem ao dia do Padre


São Mateus-ES, 03 agosto de 2018

                            “Ser Presbítero é ser humano, é ver-se menor e falar do Maior” (Dom Paulo)

Aos amados presbíteros e todo povo santo de Deus,

O apóstolo Paulo num discurso regado de profunda emoção dá o seu testemunho e reafirma os compromissos que assumira em seu ministério: compromisso com Deus na humildade (At 20.19); com ele mesmo e com o rebanho (At 20.18,28a); com a Palavra (At 20.20-27); com a Igreja (At 20.28-31); com a integridade financeira (At 20.32-35) e com a afetividade (At 20.36-38). Os humanos Presbíteros, repletos de valores, mas também de fragilidades são convidados por amor a reafirmarem cada dia estes compromissos.

O apóstolo Pedro em sua primeira carta recomenda aos presbíteros: “Cuidem do rebanho de Deus que lhes foi confiado, não por imposição, mas de livre e espontânea vontade, como Deus o quer; não por ganância, mas com generosidade; não como donos daqueles que lhes foram confiados, mas como modelos para o rebanho. Desse modo, quando aparecer o supremo Pastor, vocês receberão a coroa de glória que não murcha” (1 Ped 5,2-4).

O Magistério da Igreja faz um grande apelo e ao mesmo tempo um reconhecimento aos presbíteros: “Os presbíteros são, na Igreja e para a Igreja, uma representação sacramental de Jesus Cristo Cabeça e Pastor, proclamam a Sua palavra com autoridade, repetem os seus gestos de perdão e oferta de salvação, nomeadamente com o Batismo, a Penitência e a Eucaristia, exercitam a sua amável solicitude, até ao dom total de si mesmos, pelo rebanho que reúnem na unidade e conduzem ao Pai por meio de Cristo no Espírito. Numa palavra, os presbíteros existem e agem para o anúncio do Evangelho ao mundo e para a edificação da Igreja em nome e na pessoa de Cristo Cabeça e Pastor”. (Pastore Dabo Vobis 15).

Como é bom reconhecer, agradecer e celebrar com grande júbilo a vida e a importância de cada presbítero em nossa história, solene dádiva de Deus em nossa Igreja. Por isso, eu Dom Paulo Bosi Dal’Bó, bispo desta Diocese de São Mateus, clamo a Deus saúde, proteção, bênçãos e graças a todos os presbíteros e faço esta oração: “Senhor Jesus, presente no Santíssimo Sacramento do Altar, que vos quisestes perpetuar entre nós por meio de vossos sacerdotes, fazei com que suas palavras sejam somente as vossas, que seus gestos sejam os vossos, que sua vida seja o fiel reflexo da vossa. Que eles sejam os homens que falem a Deus dos homens e falem aos homens de Deus. Que não tenham medo de servir, servindo a Igreja como ela quer ser servida. Que sejam homens, testemunhas do eterno em nosso tempo, caminhando pelas estradas da história com vosso mesmo passo e fazendo o bem a todos. Que sejam fiéis aos seus compromissos, zelosos de sua vocação e de sua entrega, claros reflexos da própria identidade e que vivam com alegria o dom recebido. Tudo isso vos peço pela intercessão de vossa Mãe Santíssima: ela que esteve presente em vossa vida, esteja sempre presente na vida dos vossos sacerdotes. Amém”.

Conclamo a todos os filhos e filhas desta abençoada Diocese de São Mateus a amarem e rezarem pelos nossos incansáveis presbíteros.

Deus seja louvado pelo sim de cada um de vocês. PARABÉNS e obrigado por servirem a nossa Igreja. São Mateus! Rogai por nós.

Unidos em Cristo.

     DOM PAULO BOSI DAL’BÓ
BISPO DIOCESANO

Logo-Santuario