Notícias

11 de julho de 2017

Aconteceu neste final de semana em São Mateus, o 11º Encontro Estadual de CEBs

Dom Wladimir, bispo da Diocese de Colatina disse que um encontro como esse é muito importante para as dioceses do nosso sub-regional do Estado do Espirito Santo, por permitir uma partilha da experiência de cada comunidade.


O encontro teve início na noite de sexta-feira com a celebração da Santa Missa na Catedral Diocesana, presidida por Dom Dario Campos bispo da diocese de Cachoeiro de Itapemirim, concelebrada por Dom Rubens Servilha bispo Auxiliar da Arquidiocese de Vitória e Dom Paulo bispo da diocese de São Mateus. Além de diversos Padres, Diáconos e Seminaristas de todo o estado.

Durante o sábado, o encontro aconteceu no centro paroquial São Daniel Comboni, da Paróquia São Antônio em São Mateus e durante todo o dia os delegados e convidados do encontro participaram de palestras e debates que visaram uma reflexão sobre as  mudanças que ocorrem atualmente no mundo e atingem as comunidades de base. O tema proposto para o encontro foi “CEBs e os desafios do mundo urbano”. Todo o debate e as colocações levantadas serviram de base para a preparação do 14º Intereclesial de CEBs que acontecerá em Londrina (PR), em janeiro de 2018.

Em entrevista concedida à equipe de comunicação (PASCOM) da Diocese de São Mateus, Dom Wladimir, bispo de Colatina disse que um encontro como esse é muito importante para as dioceses do nosso sub-regional do Estado do Espirito Santo, por permitir uma partilha da experiência de cada comunidade. “Nós vivemos numa mobilidade urbana, e ela nos exige que a cada dia enfrentemos novos desafios e encontremos respostas para solucionarmos todos esses problemas que nós estamos enfrentando em vista da evangelização”.

No domingo todos os participantes do encontro saíram do centro paroquial São Daniel Comboni e caminharam até a Catedral de São Mateus. Durante todo o percurso, foram abordados os desafios e as problemáticas do mundo urbano, como moradia, trabalho, educação, segurança e tantos outros. Também foram destacados os desafios do meio ambiente e como símbolo, uma imensa faixa marrom representando a “lama”, foi exposta pelas participantes, lembrando a tragédia ocorrida em Mariana (MG) no dia 05 de novembro de 2015.

Após a caminhada, Dom Paulo presidiu na Catedral, a missa de encerramento do encontro, que contou com a presença de Dom Aldo Gerna, bispo emérito de nossa Diocese. Dom Aldo, por ter tido papel importante na construção e na evangelização das CEBs de nosso estado, fez uma linda homilia na celebração. Em uma fala, visivelmente emocionado, Dom Aldo lembrou que o desafio maior de hoje é tornar o povo batizado em povo missionário evangelizador, mas destacou que, quando o povo pede o batismo, ele está demonstrando uma resistência as escravidões que ele vem sofrendo no ponto de vista social e político. Também  destacou que devemos resistir às resistências que a sociedade vem nos impondo e em especial, a resistência aos pobres e aos marginalizados.

Ao término da celebração os delegados e convidados receberam a benção e foram enviados as suas CEBs.