Notícias

3 de janeiro de 2020

Diocese de São Mateus vive, em 2020, Ano Vocacional Diocesano


Publicado por: Pastoral da Comunicação Diocesana


“Enviai, Senhor, operários para a Messe” (cf. Mt 9,38)

Nosso Senhor Jesus, ao perceber que o número de servidores para a Messe do Senhor é escasso, não ordena aos seus discípulos que aumentem a carga de trabalho, mas que dirijam ao “Senhor da Messe” uma oração especial pedindo que Ele envie trabalhadores para sua colheita: “Peçam ao Senhor da colheita que envie trabalhadores para sua colheita” (Mt 9,38).

Cartaz do Ano Vocacional Diocesano


É sob esta inspiração que a nossa Igreja Diocesana de São Mateus convoca todas as suas comunidades e paróquias para celebrar mais um Ano Vocacional Diocesano (2020), tendo como lema esta oração ao Senhor: “Enviai, Senhor, operários para a Messe” (cf. Mt 9,38). O objetivo deste Ano Vocacional é animar as comunidades e paróquias para que se comprometam, em sua missão evangelizadora, de maneira nova, vigorosa e decidida com as vocações, por meio da oração e do cultivo vocacional, especialmente entre as novas gerações, para que se tornem Igreja “Mãe de Vocações”. Como afirmou nosso Bispo Dom Paulo: “Não se trata de criar mais uma estrutura vocacional, mas sim vocacionalizar as nossas
pastorais, movimentos e serviços, de forma orante, atraente e criativa”.

Nossa Diocese nunca perdeu o horizonte vocacional, pelo qual ela se reconhece como Igreja, Povo Santo de Deus, “assembleia dos chamados” (PDV 34). Contudo, nossos tempos exigem de nós um pouco mais. O Papa Francisco, ao convocar um Sínodo para a Juventude, reiterou o desejo da Igreja “de encontrar, acompanhar e cuidar de cada jovem, sem exceção” 1 e as novas Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil afirmam que “a Igreja faz uma opção preferencial por eles” (DGAE 2019-2023, n. 119). Ainda faltam-nos servidores, sacerdotes e consagrados, para o cuidado de nossas comunidades, o que nos leva a concluir que “a pastoral vocacional exige, sobretudo hoje, ser assumida com um novo, vigoroso e mais decidido compromisso por parte de todos os membros da Igreja” (PDV 34).

Para tanto, a celebração deste Ano Vocacional Diocesano se dará, de modo especial, a partir de dois trabalhos específicos: primeiro a promoção de uma cultura vocacional em nossas comunidades e paróquias que tenha como base a oração pelas vocações, com destaque, neste sentido, para a celebração em nossa Diocese, a partir de dezembro de 2020, do 4º Domingo de cada mês com a intenção vocacional. Em segundo lugar, a formação das Equipes Vocacionais Paroquiais (EVP’s) em toda as paróquias da Diocese, que fiquem responsáveis pelo “Serviço de Animação Vocacional”, isto é, todo tipo de trabalho em prol do cultivo da vocação entre os adolescentes e jovens da paróquia. “Sem excluir outras vocações, a pastoral vocacional deve dar ênfase às vocações para o sacerdócio e a vida consagrada”. (CNBB, Doc. 93, n. 101).

Conscientes de que “a missão continua”, nossa Diocese pensa uma Pastoral Vocacional “em saída”, isto é, que saia e encontre os adolescentes e jovens onde eles estiverem, que se adeque aos seus tempos e ritmos, tendo presente o exemplo de Jesus que ia ao encontro das pessoas, anunciava-lhes o Evangelho e chamava para que O seguissem. Não se pode separar o trabalho vocacional da missão, pois a vocação nasce da missão e se dirige para a missão. Portanto, como nos diz o Papa Francisco: “devemos pensar que toda pastoral é vocacional, toda a formação é vocacional e toda espiritualidade é vocacional” (ChV 254).

Celebremos com alegria e devoção este Ano Vocacional, confiando na promessa do Senhor, e escutando a voz do Mestre que não cessa de nos dizer: “Peçam ao Senhor da colheita que envie trabalhadores para a colheita” (Mt 9,38) e ainda “Avancem para as águas mais profundas e lancem as redes para a pesca” (Lc 5,4).

1 FRANCISCO, Papa; SÍNODO DOS BISPOS. Os jovens, a fé e o discernimento vocacional. São Paulo: Paulus, 2017. p. 32.

Rezemos a Oração para o Ano Vocacional: