Notícias

19 de maio de 2017

Nota do bispo Dom Paulo sobre a crise política que vive o Brasil

Uma nação perseguida por aqueles que deveriam proteger e cuidar


“Amem os vossos inimigos e rezem por aqueles que vos perseguem” (Mt 5,44).

Uma nação perseguida por aqueles que deveriam proteger e cuidar. Porque se instalou a dinâmica de desconfiança, inimizade, corrupção, injustiça, conflitos, guerras, mortes, perda de tantos valores? Como superar essa situação? Ou, é possível superá-la?

Jesus exige relacionamento em que as pessoas sejam verdadeiras e responsáveis. Não se elimina pela raiz o círculo infernal da injustiça e corrupção pela violência. A resistência aos inimigos (que ferem a mim, você, ou uma nação) não deve ser feita com as mesmas armas usadas por eles, mas através de comportamentos que os desarmem. Como vencer o inimigo se usamos as mesmas armas?

Amar o inimigo é entrar em relação concreta com aquele que também é amado por Deus, mas que se apresenta como problema para mim, para você e para o Brasil neste momento. Os conflitos também são uma tarefa do amor. É neste momento que mais se deve amar e somar forças. Não se pode subtrair ou dividir. Quem anseia por um mundo novo e melhor soma ou multiplica. Ampliar a reciprocidade de amor nas relações, significa por amor resgatar e implantar os valores e princípios humanos, éticos, morais, cristãos, etc., hoje feridos. Quem ama luta, quem ama constrói, quem ama planta amor, quem ama soma, educa, muda…chegou a hora de mudar, por amor, amor ao Brasil, amor ao cidadão brasileiro. Pense nisso! DEUS AMOR ABENÇOE A TODOS.

 

São Mateus – ES, 19 de maio de 2017

Dom Paulo Bosi Dal’Bó