Arquivos

Programação da Festa da Penha 2019

Festa da Penha é a maior manifestação religiosa do Espírito Santo e a terceira maior festa mariana do país, atrás apenas da festa da Padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida, no estado de São Paulo, e a do Círio de Nazaré, em Belém, no Pará. Em 2019, a festa traz o tema tema “Eis aqui a serva do Senhor” (Lucas 1, 38) e acontece entre os dias 21 e 29 de abril.

O ponto turístico mais visitado do Espírito Santo, o Convento da Penha, em Vila Velha, será palco das celebrações e manifestações de amor à Nossa Senhora, nos próximos dias. Os nove dias de festividades em honra à Padroeira do Espírito Santo, incluem Missas, Romarias, atendimentos de confissões, o Oitavário e milhares de expressões de fé e devoção à Nossa Senhora da Penha. Além de todos os eventos religiosos, a Festa da Penha também conta com uma programação cultural de atrações artísticas capixabas e nacionais diversificadas, além da apresentação da Orquestra Sinfônica do Espírito Santo.

Confira abaixo a programação oficial da Festa da Penha 2019. Reúna sua família, seus amigos, seus vizinhos, seus irmãos e irmãs! Participem!


21 de abril (Domingo de Páscoa)

  • Missas na Capela do Convento às 05h, 7h, 9h e 11h
  • Bênção dos Cavaleiros no Parque da Prainha às 10h
  • Abertura no Campinho do Convento às 15h – (Área Pastoral Vila Velha).

22 de abril (Segunda-feira)

  • Missas na Capela do Convento às 06h, 7h e 9h30
  • Oitavário com Missa no Campinho às 15h – (Área Pastoral Serrana)
  • Noite de Oração no Campinho do Convento às 19h30, com participação do Movimento das Mães que Oram Pelos Filhos.

23 de abril (Terça-feira)

  • Missas na Capela do Convento às 6h, 7h e 09h30
  • Oitavário com Missa no Campinho às 15h – (Área Pastoral Cariacica/Viana)
  • Bênção para casais no Campinho do Convento às 19h30

24 de abril (Quarta-feira)

  • Missas na Capela do Convento às 06h, 7h e 9h30
  • Oitavário com Missa no Campinho às 15h – (Área Pastoral Benevente)
  • Noite Mariana na Catedral Metropolitana de Vitória às 19h30, com participação do Padre Joãozinho e da Orquestra de Violões Bom Pastor – Maestro Hugo Leonardo

25 de abril (Quinta-feira)

  • Missas na Capela do Convento às 06h, 7h e 9h30
  • Oitavário com Missa no Campinho às 15h – (Área Pastoral Serra/Fundão)
  • Apresentação da Orquestra Sinfônica do Espírito Santo no Santuário de Vila Velha às 19h30

26 de abril (Sexta-feira)

  • Missas na Capela do Convento às 6h, 7h e 9h30
  • Oitavário com Missa no Campinho às 15h – (Área Pastoral de Vitória)
  • Romaria dos Militares, com saída do Portão do Convento às 14h
  • Noite Franciscana no Campinho do Convento às 19h30.

27 de abril (Sábado)

  • Missa na Capela do Convento às 6h
  • Missa da Diocese de São Mateus às 8h no Campinho
  • Romaria das Pessoas com Deficiência às 8h – Saída da Praça Duque de Caxias, Centro de Vila Velha.
  • Translado da Imagem de Nossa Senhora da Penha pela Baía de Vitória – 10h, saída da Escola de Aprendizes de Marinheiros do Espírito Santo – EAMES
  • Missa da Romaria dos Adolescentes e Jovens no Campinho às 10h
  • Oitavário com Missa (Diocese de Cachoeiro de Itapemirim) no Campinho às 15h
  • Missa de Envio e Bênção da Romaria dos Homens, na Catedral Metropolitana de Vitória, às 18h e em seguida o início da caminhada rumo ao Parque da Prainha.
  • Missa de Encerramento da Romaria dos Homens no Parque da Prainha às 23h.

28 de abril (Domingo)

  • Missas na Capela do Convento às 05h e 07h
  • Missa da Diocese de Colatina no Campinho às 8h
  • Remaria – Saída da Praia da Costa às 08h
  • Bênção dos Motociclistas na Prainha às 10h
  • Romaria das Mulheres, com saída do Santuário de Vila Velha às 16h. Participação do Coral da ARCELOR
  • Encerramento do Oitavário e Missa da Romaria das Mulheres na Prainha às 17h
  • Show de Encerramento da Romaria das Mulheres
  • Vigília Eucarística Jovem no Campinho do Convento. Abertura às 22h e Vigília até às 7h da manhã do dia 29 de abril (segunda-feira)

29 de abril (Segunda-feira) – DIA DA PADROEIRA DO ESPÍRITO SANTO

  • Encerramento da Vigília Eucarística Jovem e Missa da CRB e Seminário no Campinho às 7h.
  • Romaria dos Ciclistas com saída às 8h, em frente a Praça Sebastião Cibien, em Cobilândia, Vila Velha.
  • Apresentação da Associação Cultural Coletivo do Samba – Projeto de Mestre Sala e Porta Bandeira Mirim no Campinho do Convento às 8h30
  • Romaria dos Conguistas no Campinho do Convento às 9h
  • Missa das Pastorais Sociais no Campinho às 10h.
  • Missa de Encerramento da Festa da Penha 2019, às 16h. no Parque da Prainha.
  • Show de Encerramento no Parque da Prainha
  • Missas na Capela do Convento às 00h, 02h, 06h, 09h e 12h Missas na Capela

Fonte: Convento da Penha

1º Congresso Regional de Presbíteros do Leste II

A Comissão para os Ministérios Ordenados e Vida Consagrada do Regional Leste 2 (Minas Gerais e Espírito Santo) da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, realiza no período de 20 a 23 de maio, no Hotel Fazenda Retiro das Rosas, em  Cachoeira do Campo, distrito de Ouro Preto (MG), o 1º Congresso Regional de Presbíteros.

O Congresso é direcionado aos coordenadores diocesanos de pastoral, representantes de presbíteros, reitores, formadores e religiosos. O objetivo é propor uma reflexão sobre a situação atual do presbítero da Igreja no Brasil, a partir dos desafios na vivência do ministério presbiteral, que tocam diretamente o cuidado com a saúde física, espiritual, mental, dimensão pastoral, vida comunitária dentre outras demandas dos presbíteros.

Inscrições: 
As inscrições podem ser feitas até o dia 10 de maio, exlusivamente pelo site www.cnbbleste2.org.br.

Programação*
20 de maio – Segunda-feira 
16h – Chegada
19h – Jantar
20h – Apresentação da pauta e introdução do tema “Intuições e perspectivas dos dados da pesquisa”.
Assessor: Dom Walmor Oliveira de Azevedo – Arcebispo metropolitano de Belo Horizonte.

21 de maio – Terça-feira 
Coordenador das atividades do dia: Pe. Cássio Wagner – Presidente da Comissão Regional de Presbíteros do Leste 2.

7h30 – Celebração Eucarística
8h – Café da manhã
8h30 – Apresentação da pesquisa e objetivos
Assessor: Prof. Willian Castilho
10h –Coffee break
10h30 – Apresentação da pesquisa e objetivos 
Assessor: Prof. Willian Castilho 
12h – Almoço
14h – Apresentação da pauta e introdução do tema 
Assessor: Prof. Willian Castilho
15h30 – Coffee break
16h – Apresentação da pauta e introdução do tema 
Assessor: Prof. Willian Castilho
17h45 – Intervalo e confraternização do grupo
19h30 – Jantar e vivência fraterna

22 de maio – Quarta-feira 
Coordenador das atividades do dia: Pe. Harlley Mourão – Presidente da OSIB Leste 2

7h30 – Celebração Eucarística
8h – Café da manhã
8h30 – Analise e contribuições teológicas dos dados 
Assessor: Pe. Manoel Godoy
10h –Coffee break
10h30 – Analise e contribuições teológicas dos dados 
Assessor: Pe. Manoel Godoy
12h -Almoço14h – Grupos de estudo – Pe. Andherson Franklin – Coordenador diocesano de pastoral de Cachoeiro de Itapemirim (ES)
15h30 – Coffee break
16h – Grupos de estudo – Pe. Andherson Franklin – Coordenador diocesano de pastoral de Cachoeiro de Itapemirim (ES)
17h30 – Lazer- Interação do grupo – Pe. Eliseu Donizete de Paiva – Coordenador da PV/SAV Leste 2
19h30 – Confraternização

23 de maio – Quinta-feira 
7h30 – Celebração Eucarística
8h15 – Café da manhã
8h30 –Encaminhamentos práticos – Dom José Aristeu Vieira – Bispo referencial da Comissão para os Ministérios Ordenados e Vida Consagrada e bispo diocesano de Luz (MG);  e Dom Paulo Bosi Dal’Bó, bispo diocesano de São Mateus (ES). 
10h – Coffee break
10h30 – Encaminhamentos práticos  – Dom José Aristeu e Dom Paulo Bosi Dal’Bó
12h – Almoço

*Proposta de programação sujeita a alterações. 

Informações: 
Secretariado Regional Leste 2
(31) 3224-2434 / 3224-0017
secgeral@cnbbleste2.org.br 

Fonte: CNBB Regional Leste II

Nota de Falecimento

Luciene Souza Ferreira

Surpresos pelo ocorrido em Ecoporanga, com o falecimento da diarista Luciene Souza Ferreira, de 34 anos, na última terça-feira, dia 4 de março, quando ela voltava de moto para casa. Luciene era casada deixa esposo e um filho de 11 anos. Ela perdeu a mãe vítima de câncer há um ano. Luciene trabalhava toda sexta-feira na Paróquia São José – Ecoporanga. Faleceu na terça de carnaval e foi sepultada hoje dia 07 de março.

A Diocese se solidariza com os freis de Ecoporanga e com todo o povo da paróquia de São José. Rezemos em sufrágio de Luciene.

MITRA DIOCESANA DIOCESE DE SÃO MATEUS

Dom Ailton Menegussi bispo de Crateús, envia carta de agradecimento a Diocese de São Mateus

Crateús, 04 de Março de 2019

Prezado irmão no episcopado, Dom Paulo Bosi Dal’Bó, irmãos Presbíteros, Religiosos (as) e “Povo Santo de Deus” da Diocese de São Mateus,
Saudações fraternas de graça e paz!

Primeiramente, quero dirigir a minha saudação respeitosa e fraterna a cada um (a), desejando a você muita saúde e paz, sob as bênçãos do Senhor do Bonfim, pela intercessão de São Mateus.

Bom seria que pudesse eu fazer este agradecimento pessoalmente a cada um e a cada uma de vocês. Não sendo isso possível, o faço pela escrita, aproveitando dos recursos da nossa era digital. No ano passado (2018), tomei a liberdade de escrever-lhes, solicitando uma ajuda financeira para a Diocese de Crateús, até sugerindo que esse gesto fosse iluminado por uma ação missionária mais ampla, num determinado dia do ano, despertando ainda mais a consciência da cooperação missionária de nosso povo.

Pois bem. Tomei conhecimento de que algo nessa linha foi feito e RECEBEMOS a quantia de R$ 45.000,00 (Quarenta e cinco mil reais), no dia 06 de fevereiro. Quantia esta que será usada para ajudar na manutenção de comunidades religiosas (irmãs), padres e outros.

Meu sentimento é de profunda GRATIDÃO. Nossa diocese de Crateús vai dando passos na direção da auto-sustentação, de forma bem sóbria, é verdade. Mas, situações emergenciais colocam algumas paróquias em “maus lençóis”. Nessas horas, toda ajuda se faz necessária e é bem vinda. Por isso, OBRIGADO mais uma vez.

Saibam que nossa gente sertaneja, na sua pobreza, a grande maioria, é de uma generosidade admirável para com a Igreja. Isso me motiva ainda mais a buscar gestos solidários para com eles, em suas necessidades mais urgentes.

Assim, de coração agradecido, subscrevo atenciosamente, rogando as bênçãos de Deus e a proteção da Virgem Maria sobre o seu pastoreio e o de seus colaboradores presbíteros, religiosos (as) e sobre todos que se doam na ação evangelizadora da diocese de São Mateus.

Dom Ailton Menegussi
Bispo diocesano de Crateús

OBS.: Se possível, esta carta poderia ser lida nas paróquias da diocese de São Mateus, Rádio Kairós.

Carta aberta do Bispo Diocesano e dos Padres da Diocese de São Mateus em solidariedade à Paróquia de Pinheiros-ES

Nós, padres da Diocese de São Mateus-ES, em comunhão com o nosso Bispo Diocesano, Dom Paulo Bosi Dal’Bó, manifestamos nosso apoio e solidariedade aos fiéis da paróquia São João Evangelista e seu pároco, Padre Jonas Nunes Coutinho, que foram surpreendidos pelo prefeito do município de Pinheiros nos últimos dias.  Ele estabeleceu a festa da Cidade no período da Semana Santa, que para nós católicos são dias de oração, penitência e glorificação do nome do Senhor. A festa do município nestes dias contraria o espírito cristão, que deve ser de oração e recolhimento.

A Semana Santa começa com a celebração do Domingo de Ramos e da Paixão do Senhor, neste ano no dia 14/04. O ponto alto da Semana Santa é o Tríduo Pascal, que se inicia com a Missa vespertina da Quinta-feira Santa e se conclui com a Vigília Pascal, no Sábado Santo. Os três dias formam uma só celebração, que resume todo o mistério da Páscoa.

– Na quinta-feira à noite acontece a celebração solene da Missa em que se faz memória da instituição da Eucaristia, do mandato do amor ao próximo e do Sacerdócio ministerial.

– Na Sexta-feira Santa a Igreja contempla o mistério do grande amor de Deus pelos homens. Ela se recolhe no silêncio, na oração e na escuta da Palavra Divina, procurando entender o significado profundo da morte do Senhor. Nesse dia a Igreja pede o sacrifício do jejum e da abstinência de carne como ato de homenagem e gratidão a Cristo por sua paixão redentora.

– Sábado Santo é dia de silêncio e de oração. A Igreja permanece junto ao sepulcro, meditando no mistério da morte do Senhor e na expectativa de sua ressurreição. À noite, a Igreja celebra a solene Vigília Pascal, a “mãe de todas as vigílias”, revivendo a ressurreição de Cristo, a vitória sobre o pecado e a morte. Tudo culmina com o Domingo da Páscoa.

Estas celebrações são fixadas na Igreja Católica ao longo de muitos séculos. Não as criamos agora. A Constituição Federal no Art. 5, parágrafo VI: “é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias”. Entendemos que nossa liturgia é respeitada pela Constituição de nosso País. Ela nos concede esse direito de viver esta experiência religiosa. Quando dizemos “nós”, não nos referimos apenas aos padres e bispos, mas todo povo cristão católico. Pedimos que respeitem a nossa fé e façam cumprir a Constituição.

Propor uma festa da cidade nesta época é desrespeitoso com a cultura religiosa manifestada ao longo de séculos no Brasil. Esta atividade inviabiliza a participação de muitos cristãos católicos que desejam celebrar sua fé nestes dias. Muitos, por causa de seu emprego e porque precisam de trabalho, poderão deixar de ir à Igreja para conseguir uma renda financeira extra para ajudar no orçamento; outros poderão ser obrigados pelos patrões a trabalharem de forma contrária a sua fé.

Dentro desse espírito pascal, convocamos os fiéis a permanecerem em comunhão com a Igreja presente no mundo inteiro. Sejam firmes no propósito de viver uma fecunda Semana Santa. Não se deixem seduzir pelo espírito do secularismo e da indiferença religiosa, mas caminhem com Jesus que promove a vida de seu povo em todo tempo e lugar. Manifestemos nossa indignação não participando deste evento que fere os princípios da fé. Façam um propósito: se permanecer a festa da cidade, você cristão católico não participe deste evento. Faça um “manifesto” através da oração nas comunidades e atividades que acontecerão na Igreja. Celebrem a vida em Jesus Cristo. Ele se preocupou com pobres e marginalizados. Precisamos viver um Evangelho que acolha e promova a vida de todos, independente de cor, raça, sexo ou religião.

Roguemos a São Mateus, nosso glorioso Apóstolo, a São João Evangelista e à Virgem Maria, Senhora das Dores, que interceda pela Igreja em Pinheiros. Deus abençoe a todos.

Pe. Enizael de Souza Soares
Representante dos presbíteros

Dom Paulo Bosi Dal’Bó
Bispo Diocesano

Campanha da Fraternidade 2019

 APRESENTAÇÃO

A Campanha da Fraternidade nasceu por iniciativa de Dom Eugênio de Araújo Sales, em Nísia Floresta, Arquidiocese de Natal, RN, como expressão da caridade e da solidariedade em favor da dignidade da pessoa humana, dos filhos e filhas de Deus.

Assumida pelas Igrejas Particulares da Igreja no Brasil, a Campanha da Fraternidade tornou-se expressão de comunhão, conversão e partilha. Comunhão na busca de construir uma verdadeira fraternidade; conversão na tentativa de deixar-se transformar pela vida fecundada pelo Evangelho; partilha como visibilização do Reino de Deus que recorda a ação da fé, o esforço do amor, a constância na esperança em Cristo Jesus (Cf. 1Ts 1,3).

A Campanha da Fraternidade tem hoje os seguintes objetivos permanentes:

1 – Despertar o espírito comunitário e cristão no povo de Deus, comprometendo, em particular, os cristãos na busca do bem comum;
2 – Educar para a vida em fraternidade, a partir da justiça e do amor, exigência central do Evangelho;
3 – Renovar a consciência da responsabilidade de todos pela ação da Igreja na evangelização, na promoção humana, em vista de uma sociedade justa e solidária (todos devem evangelizar e todos devem sustentar a ação evangelizadora e libertadora da Igreja)”.

A coleta da Campanha realizada como um dos gestos concretos de conversão quaresmal tem realizado um bem imenso no cuidado para com os pobres.

Ao percorrermos o itinerário da Campanha que nossos irmãos nos prepararam, possamos continuar seguindo Cristo, caminho, verdade e vida (Cf. Jo 14,6).

CAMPANHA DA FRATERNIDADE 2019

Tema – Fraternidade e Políticas Públicas
Lema – “Serás libertado pelo direito e pela justiça” (Is 1, 27)

OBJETIVO GERAL DA CF 2019

Estimular a participação em Políticas Públicas, à luz da Palavra de Deus e da Doutrina Social da Igreja para fortalecer a cidadania e o bem comum, sinais de fraternidade.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS DA CF 2019 

  • Conhecer Políticas Públicas como são formuladas e aplicadas as estabelecidas pelo Estado brasileiro.
  • Exigir ética na formulação e na concretização de Políticas Públicas.
  • Despertar a consciência e incentivar a participação de todo cidadão na construção de Políticas Públicas em âmbito nacional, estadual e municipal.
  • Propor Políticas Públicas que assegurem os direitos sociais aos mais frágeis e vulneráveis.
  • Trabalhar para que as Políticas Públicas eficazes  de governo se consolidem como Políticas de Estado.
  • Promover a formação Política dos membros de nossa Igreja, especialmente dos jovens, em vista do exercício da cidadania.
  • Suscitar cristãos católicos comprometidos na política como testemunho concreto da fé.

GESTO CONCRETO

O gesto concreto com o qual os fiéis demonstram seu comprometimento com a evangelização e a promoção da dignidade dos pobres e oprimidos se manifesta na coleta da solidariedade. Essa coleta é realizada anualmente no Domingo de Ramos, que neste ano é dia 14 de abril. Ela acontece em todo o país, nas comunidades católicas e ecumênicas.

PARA ONDE VAI O DINHEIRO?

Fundo Nacional de Solidariedade ou Fundos Diocesanos de Solidariedade:

  • 60% dos recursos são utilizados para dar apoio a projetos sociais da própria diocese. Com esses 60% a Cáritas Diocesana ajuda a nossa diocese a administrar esse fundo, apoiando e criando projetos em toda nossa diocese.
  • 40% da verba arrecadada na coleta da solidariedade vai para o Fundo Nacional de Solidariedade. O dinheiro é utilizado para o fortalecimento da solidariedade entre as diferentes regiões do país.

ORAÇÃO OFICIAL DA CF  2019

Pai misericordioso e compassivo,
que governais o mundo com justiça e amor,
dai-nos um coração sábio para reconhecer a presença do vosso Reino
entre nós.

Em sua grande misericórdia, Jesus,
o Filho amado, habitando entre nós
testemunhou o vosso infinito amor
e anunciou o Evangelho da fraternidade e da paz.

Seu exemplo nos ensine a acolher
os pobres e marginalizados, nossos irmãos e irmãs
com políticas públicas justas,
e sejamos construtores de uma sociedade humana e solidária.

O divino Espírito acenda em nossa Igreja
a caridade sincera e o amor fraterno;
a honestidade e o direito resplandeçam em nossa sociedade
e sejamos verdadeiros cidadãos do “novo céu e da nova terra”

Amém!

Cartaz Oficial 



Hino Oficial da Campanha da Fraternidade 2019 



Cantos da CF 2019

1. Hino da Campanha da Fraternidade 2019 
2. É agora o tempo favorável! (Abertura – Tempo da Quaresma) 
3. Ah, se o povo de Deus no Senhor cresse! (Abertura – 1º e 2º domingos) 
4. No dia em que minha santidade (Abertura – 3º domingo) 
5. Alegra-te, Jerusalém! (Abertura – 4º Domingo) 
6. A mim, ó Deus, fazei justiça (Abertura – 5º domingo) 
7. No Senhor está a misericórdia (Abertura – Celebrações penitenciais e dias da semana) 
8. O Senhor Deus é misericórdia (Abertura – dias da semana) 
9. Entrando o Senhor na Cidade Santa (Entrada da procissão na igreja – Domingo de Ramos 
10. Senhor, que nos mandastes perdoar (Ato Penitencial – Tempo da Quaresma) 
11. Jesus Cristo, sois bendito! (Aclamação ao Evangelho)
12. Criai em nós um coração (Apresentação das oferendas – Cinzas, 1º e 2º domingos)
13. Nossos dons apresentamos (Apresentação das oferendas – 3º, 4º e 5º domingos)
14. O homem não vive somente de pão (Comunhão – 1º domingo) 
15. Da nuvem uma voz se fez ouvir! (Comunhão – 2º domingo) 
16. Aqui estamos, ó Senhor (Comunhão – 3º domingo) 
17. Feliz o homem que da culpa é absolvido (Comunhão – 4º domingo) 
18. Mulher, ninguém te condenou? (Comunhão – 5º Domingo)

Escute todas músicas da CF 2019 no player abaixo e para selecionar uma música clique na parte superior no ícone 



MATERIAIS DE APOIO

Os Materiais de apoio você encontra na sua comunidade. Procure o coordenador da sua comunidade ou da liturgia.


Participe e promova a Campanha da Fraternidade na sua cidade, paróquia e comunidade.

À luz do Evangelho, Políticas Públicas são ações de misericórdia.

Fonte: CNBB

Morre Dom Silvestre Luiz Scandian, Arcebispo emérito de Vitória

É com grande pesar que informamos o falecimento de nosso querido Arcebispo Emérito Dom Silvestre Luiz Scandian, ocorrido na madrugada deste sábado, em Juiz de Fora.

Convidamos a todos a elevarem preces de louvor e gratidão a Deus e de sufrágio a Dom Silvestre e a participarem do velório e dos ritos fúnebres, que serão realizados na Catedral Metropolitana de Vitória, assim que o corpo chegar, previsto para o fim da tarde de hoje.

A última missa de exéquias será no domingo, dia 17, às 15 horas. Depois, o corpo será trasladado para sepultamento no cemitério do Bosque, em Alvorada, Vila Velha, conforme desejo do próprio Dom Silvestre, junto ao túmulo de seus pais.

Dom Silvestre Luiz Scandian teve grande destaque na Igreja do Espírito Santo e também na sociedade capixaba de 1984 a 2004 período em que atuou como Arcebispo Metropolitano. Na ocasião em entrevista à Revista Vitória disse que a partir daquela data procuraria viver mais a caridade porque até ali tinha vivido a fé e a esperança. Dom Silvestre referia-se à vivência das virtudes teologais (fé, esperança e caridade) e, de fato, iniciou a partir dali, uma jornada de visita aos doentes internados em hospitais em Vitória, missão que exerceu enquanto teve condições.

A partir de 2010 começou a apresentar sinais de ausências e falhas de memória que evoluíram para a doença de Alzheimer e passou a ter uma vida mais reclusa sob a atenção de cuidadores. Em setembro de 2018 para poder receber mais cuidados foi para a cidade de Juiz de Fora, MG, onde ficou na Casa de repouso dos padres do Verbo Divino, Congregação à qual Dom Silvestre pertence. Por conta de uma infecção foi internado no mês de outubro do mesmo ano, onde permaneceu até a morte.

Dom Silvestre chegou a Vitória em 1981 como Arcebispo Coadjutor de Dom João Batista da Mota e Albuquerque. Com a morte de Dom João em abril de 1984 assumiu o comando da Arquidiocese. O primeiro gesto concreto foi organizar uma Grande Avaliação, que ficou conhecida como GRAVA e com isso mergulhou e passou a defender o modo de ser Igreja da Arquidiocese de Vitória. Valorizou a organização em pequenas comunidades e fez a opção preferencial pelos pobres. Isso o levou a apoiar os movimentos e as pastorais sociais e de direitos humanos.

Na década de 90, a violência e o crime organizado se instauraram nas instituições governamentais e na política, passando o Espírito Santo a ser o 2º Estado proporcionalmente mais violento no Brasil. Diante desse quadro Dom Silvestre convocou a OAB e outros organismo da sociedade civil para fazer frente a problemática da violência que culminou na criação do Fórum Reage Espírito Santo. O peso da militância de Dom Silvestre que tinha como grande aliado o Dr. Agesandro da Costa Pereira, então Presidente da OAS/ES, mobilizou a sociedade capixaba contra o crime organizado e provocou uma atitude forte da Justiça no combate ao crime. Por outro lado, também recebeu ameaças e nunca aceitou proteção policial.

Em seus pronunciamentos públicos, como Festa da Penha, Abertura da Campanha da Fraternidade e Grito dos Excluídos era direto, simples e conciso ao mesmo tempo que era incisivo quando se tratava de Direitos Humanos e defesa da vida.

Durante seu governo conseguiu trazer a visita do Papa João Paulo II (1991) e a realização em Vitória do XIII Congresso Eucarístico Nacional (1996).

Datas importantes:

  • Ordenado padre em 3 de agosto de 1958.
  • Fez licenciatura em Teologia na Pontifícia Gregoriana até 1960.
  • Fez Sociologia na Escola de Sociologia e Política de São Paulo de 1964 a 1966.
  • Foi Provincial na Congregação dos Padres do Verbo Divino de 1973 a 1974.
  • Eleito bispo de Araçuaí em 24 de janeiro de 1975 e ordenado bispo em 22 de fevereiro de 1975. Seu lema episcopal é: Pela força do Espírito Santo.
  • Foi nomeado bispo coadjutor em 18 de agosto de 1981.
  • Tomou posse em Vitória em 5 de novembro de 1981.
  • Tornou-se emérito em 19 de abril de 2004 (nesse ano Dia de Nossa Senhora da Penha)

Fonte: Arquidiocese de Vitória

Comissão de Presbíteros do Leste 2 realizará Encontro de Formação no final deste mês

A Comissão de Presbíteros do regional Leste 2 da CNBB realizará, entre os dias 28 de janeiro a 1º de fevereiro, o Encontro de Formação Permanente dos Presbíteros. O evento com o tema “Dom da Vocação Presbiteral: Ratio Fundamentalis Institutionis Sacerdotalis”, acontecerá no Hotel Retiro da Rosas (Rod. dos Inconfidentes, Km 75, s/n) em Cachoeira do Campo, Ouro Preto (MG). O encontro será assessorado por dom Carlos Alber Breis. 

O objetivo do evento tem ligação ao discurso do Papa Francisco durante a Congregação para o Clero, no dia 3 de outubro de 2014. “Trata-se de conservar e desenvolver as vocações, para que produzam frutos maduros. Elas constituem um ‘diamante bruto’ que deve ser trabalhado com habilidade, respeito pela consciência das pessoas e paciência, para que resplandeçam no meio do povo de Deus”. Além disso, continuar seguindo o caminho de formação permanente, na busca do discipulado e na configuração a Cristo.

Abertas as inscrições para o 11º Mutirão Brasileiro de Comunicação

As inscrições para o 11º Mutirão Brasileiro de Comunicação já estão abertas. Promovido pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e realizado pela Arquidiocese de Goiânia, o Muticom acontece de 18 a 21 de julho, com o tema “Comunicação, Democracia e Responsabilidade Social”, no Centro Pastoral Dom Fernando, em Goiânia.

Realizado desde 1998, o Muticom reúne comunicadores, profissionais, pesquisadores, agentes de pastoral e autoridades da Igreja e civil para refletirem, conjuntamente, sobre a democratização e as políticas de comunicação, as perspectivas das relações entre a Igreja Católica, a sociedade brasileira e a cultura contemporânea no campo da Comunicação Social. A edição 2019 também recebe o Encontro de Jornalistas CNBB e o 1º Encontro de Comunicadores da Signis Brasil Jovem.

O evento terá estrutura de uma “cidade”, batizada Cidade da Comunhão, e oferecerá trilhas do conhecimento, baseadas nos três eixos temáticos, com palestras simultâneas, além das grandes conferências centrais, que trazem nomes como dos jornalistas João Paulo Charleaux, repórter especial do Nexo Jornal, e Nilson Klava, da Globo News.

Para Dom Levi Bonatto, bispo auxiliar de Goiânia e presidente da comissão organizadora do 11º Muticom, é uma alegria e um desafio para a Arquidiocese de Goiânia sediar o Mutirão Brasileiro de Comunicação. “As reflexões em torno da Comunicação, Democracia e Responsabilidade Social são de extrema importância para a sociedade; esse ambiente de diálogo entre Igreja, comunicadores e acadêmicos enriquece a experiência e possibilita crescimento e aprendizado para todos. Como Igreja, de acordo com indicação do Papa Francisco, é essencial que criemos pontes entre as pessoas nas diversas realidades. As expectativas são as melhores, por receber pessoas de vários estados do Brasil. Com isso, também será um momento de fraternidade e troca de experiências culturais”, afirma Dom Levi.

As inscrições podem ser feitas pelo site www.muticom.com.br, onde o participante pode escolher também as opções de hospedagem. O pagamento pode ser feito por boleto bancário ou cartão de crédito.

Serviço
11º Mutirão Brasileiro de Comunicação (Muticom)
18 a 21 de julho de 2019, Goiânia-GO.
Inscrições: www.muticom.com.br (até 30 de junho de 2019)
Informações: https://www.facebook.com/muticomgyn2019/
https://www.instagram.com/muticom2019/

JMJ 2019 no Panamá acontece entre os dias 22 a 27 de janeiro

A Jornada Mundial da Juventude (JMJ) 2019, no Panamá, acontece entre os dias 22 a 27 de janeiro. O tema da JMJ será “Eis aqui a serva do Senhor. Faça-se em mim segundo a tua palavra (Lc 1, 38)”.

A última edição do evento foi realizada em Cracóvia, na Polônia, de 26 a 31 de julho de 2016. No último dia, na Missa de envio, o Papa Francisco anunciou que a sede da próxima edição seria o Panamá, país localizado na América Central.

Agenda Oficial

Confira de forma detalhada a agenda da viagem Apostólica de Sua Santidade Francisco ao Panamá, por ocasião da XXXIV Jornada Mundial da Juventude. 23 a 28 de janeiro de 2019.

Chegada do Papa Francisco
23 de Janeiro 2019 
09h35 | Saída: Roma > Panamá
16h30 | Chegada no Aeroporto do Panamá (Tocumen)
16h50 | Acolhida Oficial (Nunciatura Apostólica)

Cerimônia de Acolhida do Santo Padre
24 de Janeiro 2019 
09h45 | Cerimônia de Boas Vindas (Palácio de las Garzas)
10h00 | Visita ao Presidente da República (Palácio de las Garzas)
10h40 | Encontro com as autoridades, corpo diplomático e representantes da sociedade (Ministério das Relações Exteriores)
11h15 | Encontro com os Bispos Centro-Americanos (Igreja de San Francisco de Asis)
17h30 | Cerimônia de Acolhida e Abertura da JMJ(Campo Santa Maria La Antigua – Cinta Costera)

Via Sacra
25 de Janeiro 2019
10h30 | Liturgia Penitencial com os Jovens Privados de Liberdade (Centro de Cumplimiento de Menores Las Garzas de Pacora)
11h50 | Retorno para a Nunciatura Apostólica
17h30 | Via Crucis com os Jovens (Campo Santa Maria La Antigua – Cinta Costera)

Vigília com os Jovens
26 de Janeiro 2019
09h15 | Santa Missa de Dedicação do Altar da Catedral Basílica de Santa María la Antígua
12h15  | Almoço com os Jovens (Seminário Mayor San José)
18h30 |  Vigília com os Jovens (Campo San Juan Pablo II – Metro Park)

Missa de Envio
27 de Janeiro 2019
08h00 | Santa Missa de Envio da JMJ Panamá 2019 (Campo San Juan Pablo II – Metro Park)
10h45 | Visita a Casa Bom Samaritano
16h30 | Encontro com os Voluntários da JMJ (Estadio Rommel Fernández)
18h00 | Cerimônia de Despedida (Aeroporto Tucumen)
18h15 | Saída do Avião para Roma

Chegada do Papa Em Roma
28 de Janeiro 2019
11h50 | Chegada do Papa no Aeroporto de Roma/Ciampino

*As informações levam em conta o fuso horário do Panamá (UTC-5)

Site oficial da JMJ 2019: https://www.panama2019.pa/pt/