Arquivos

Cáritas Diocesana divulga resultado final do Processo Seletivo, conforme Edital N° 001/2022.

Conforme cronograma previsto em edital de processo seletivo, da Cáritas Diocesana de São Mateus para a contratação de Prestador de Serviço e contratação de pessoal, torna-se publica a listagem com a classificação final dos candidatos, classificados conforme os critérios para a vaga pleiteada.

Segue a lista:

CARGO: EDUCADOR SOCIAL (OFICINEIRO) – DANÇA:

1°: Júlio Costa – Margarida Gerna (GURIRI).

1°: Vitória Dornelas – Margarida Gerna (SANTO ANTÔNIO).

2°: Marcelo Oliveira.

CARGO: AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS:

1°: Rita Pereira Santos

CARGO: EDUCADOR SOCIAL (OFICINEIRO) – ARTES VISUAIS:

1°: Antônio Vinicius Gomes De Araújo

2°: Emília Mathielo.

CARGO: EDUCADOR SOCIAL (OFICINEIRO) – TEATRO

1°: César Domiciano.

2°: Arthur Santos.

CARGO: EDUCADOR SOCIAL (OFICINEIRO) – ARTESANATO

1°: Flávia Roberta Arvellos Aguiar Pontes

2°: Franciany Fantecelle

3°: Alanna Nascimento Durand

4°: Brenda Amaral

CARGO: EDUCADOR SOCIAL (OFICINEIRO) – VIOLÃO

1°: Amarilson Gamberone  – Margarida Gerna (SANTO ANTÔNIO)

1°: Rafael Felipe Sousa Antunes – Margarida Gerna (GURIRI)

CARGO: EDUCADOR SOCIAL (OFICINEIRO) – FLAUTA

1°: Amarilson Gamberone

CARGO: PSICOLOGO (A)

1°: Bruna Gomes Baioco

2°: Marcela Venturim De Oliveira

3°: Luiza Gonçalves De Sousa

4°: Kamilla Procópio Picoli

5°: Karoline Nascimento De Almeida

6°: Luciana Rosa Santos

7°: Marilza Maria Spinassé

8°: Alice Gonçalves

NOTA DE FALECIMENTO – RAILSON RIBEIRO

É com pesar que a Diocese de São Mateus comunica o falecimento de Railson Ribeiro Teles de Jesus, ocorrido na noite do dia 04 de agosto, no hospital São Marcos, em Nova Venécia. Nascido no dia 22/02/1965 na cidade de Valença, Bahia, filho de Davidson José de Jesus e Raildes Ribeiro Teles de Jesus, foi ordenado Sacerdote em 06 de janeiro de 2001. Em 2010 esteve como vigário Paroquial na Paróquia São Marcos, onde exerceu seu ministério sacerdotal. Atualmente se encontrava afastado do ministério sacerdotal. Somos gratos a Deus pelo tempo que serviu em nossa Diocese como presbítero. Mesmo escolhendo seguir outros caminhos reconhecemos sua dedicação, doação e generosidade. Que Deus conforte o coração de seus familiares, amigos e o acolha em seu e Reino de amor. Dai-lhe Senhor, o repouso eterno. Brilhe para ele a Vossa luz. Descanse em Paz!

Cáritas Diocesana divulga lista dos Classificados na 1° Etapa de Seleção do Edital N° 001/2022.

Conforme cronograma previsto em Edital divulgado pela Cáritas Diocesana no dia 28 de Julho de 2022, segue a lista dos candidatos classificados na 1° Etapa do processo de seleção para a contratação de prestadores de serviço.

Entrevista dia 03/08/2022 às 13h30min

CARGO: EDUCADOR SOCIAL (OFICINEIRO) – DANÇA:

  1. Alberto Alves Dos Santos Junior
  2. Camila Honório
  3. Júlio Cesar Costa Da Silva
  4. Marcelo Oliveira
  5. Vitória Dornelas

CARGO: AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS:

1. Rita Pereira Santos

CARGO: EDUCADOR SOCIAL (OFICINEIRO) – ARTES VISUAIS:

  1. Antônio Vinicius Gomes De Araújo
  2. Emília Mathielo

CARGO: EDUCADOR SOCIAL (OFICINEIRO) – TEATRO

  1. Arthur Santos
  2. César Domiciano

Entrevista dia 05/08/2022 às 13h30min

CARGO: EDUCADOR SOCIAL (OFICINEIRO) – ARTESANATO

  1. Alanna Nascimento Durand
  2. Brenda Amaral
  3. Flávia Roberta Arvellos Aguiar Pontes
  4. Franciany Fantecelle

CARGO: EDUCADOR SOCIAL (OFICINEIRO) – VIOLÃO

  1. Amarilson Gamberone
  2. Rafael Felipe Sousa Antunes

CARGO: EDUCADOR SOCIAL (OFICINEIRO) – FLAUTA

  1. Amarilson Gamberone

CARGO: PSICOLOGO (A) Entrevista dia 04/08/2022 às 09h00min

  1. Alexandre Monteiro De Souza
  2. Alice Gonçalves
  3. Bruna Gomes Baioco
  4. Cristiane Fávero Panelli
  5. Kamilla Procópio Picoli

Entrevista dia 04/08/2022 às 13h30min

  • Karoline Nascimento De Almeida
  • Luciana Rosa Santos
  • Luiza Gonçalves De Sousa
  • Marcela Venturim De Oliveira
  • Marilza Maria Spinassé

Confira abaixo o arquivo completo:

Pastoral da Educação promove IV Seminário Diocesano

A Pastoral da Educação da Diocese de São Mateus promoveu no último dia 23 de julho seu IV Seminário Diocesano com o tema Efeitos da Pandemia na Educação: cuidar de si e do outro. Neste evento, aconteceu uma mesa redonda com pessoas que lidam com a realidade da pandemia de forma direta ou não: Pe. Wellington Cristiano da Silva, vigário paroquial de São Marcos, em Nova Venécia; a pedagoga Edna Milanez Grechi; o monitor de sexualidade humana na Diocese, Dr. Vicente de Paulo Camara Costa e o Psicólogo Dr. Marcelo Dal’Col. Neste dia, cerca de 50 educadores de diversas partes da Diocese estiveram reunidos no Centro paroquial de São Marcos, em Nova Venécia, para refletir acerca desta realidade de pandemia que deixou graves consequências para todos, inclusive para aqueles que lidam com a educação. 

Os palestrantes elencaram nas suas falas as suas aprendizagens, o momento vivido, a preocupação com as situações que surgiram e continuam a surgir no ambiente escolar, nas casas e na sociedade, a luz da palavra de Deus.

Falar de educação nesses tempos sempre foi um desafio, pois muitas são as realidades que dificultam um processo educativo construtivo na vida de cada sujeito. Com uma doença que alterou drasticamente a vida de todos, a educação precisou tomar rumos até então ainda não esperados. Da sala física para a sala virtual. Mas, nem todos puderam ou tiveram com a mesma qualidade este acesso ao virtual, e também lidaram com a dificuldade de manter atentos às aulas virtuais aqueles que dispunham das mesmas. Enfim, tudo começou a ser virtual, e com isso, o isolamento e a distância tornaram o mundo caótico e a sociedade que sofria dia após dia com esta enfermidade lembrará seus danos por muito tempo. A dor não sairá da mente das pessoas tão facilmente. É preciso então ressignificar,  reinventar estruturas e formas de ensinar. Métodos antigos já não se ajustam tanto as formas atuais. Coragem, determinação e cuidado para poder caminhar, seja na escola ou no mundo. 

Não podemos parar, precisamos ver a pandemia com um olhar diferente e prosseguir sabendo que as coisas já não serão as mesmas, mas que nós precisamos fazer a diferença. Ainda aprenderemos muito. O caminho do conhecimento nunca se esgota. As crises aparecem e nos mostram uma gama de possibilidades para continuarmos a escrever a história.

Os participantes do Seminário avaliaram o tema abordado como oportuno e que foi trabalhado pelos palestrantes em várias vias de possibilidades e de aprendizado.  O Seminário motivou que é preciso ter coragem de cuidar do outro e principalmente de nosso EU.

 

 

EDITAL DE SELEÇÃO (Nº. 001/2022) – PROCESSO SELETIVO DE CONTRATAÇÃO DE PRESTADOR DE SERVIÇO e CONTRATAÇÃO PESSOAL



A Cáritas Diocesana de São Mateus, organização da sociedade civil de direito privado, sem fins lucrativos, de cunho social e de Interesse público, torna pública a realização de processo seletivo simplificado por tempo determinado, para contratação de prestadores de serviço destinado ao projeto MARGARIDA GERNA, com sede administrativa à Rua Dr. Arlindo Sodré, nº 1.305, Centro, São Mateus – ES.

1.DO LANÇAMENTO DO EDITAL DE SELEÇÃO (Nº. 001/2022)


Tendo em vista a seleção de profissional para compor a equipe do referido projeto, na função de Oficineiro (educador social), Auxiliar de serviços gerais na modalidade Micro Empreendedor Individual – MEI, e Psicóloga na modalidade CLT, em Processo Seletivo Simplificado através de contrato por Tempo Determinado (12 meses para oficineiros e auxiliar de serviços gerais, e 10 meses psicóloga). 


2.DAS VAGAS

2.1 Cargo: Oficineiro de Dança

Carga horária: 5h semanais = 20h mensais (cada)

Escolaridade mínima: nível médio com formação específica em dança e/ou experiência
Vagas: 02 (sendo 01 vaga – projeto Margarida Gerna em Guriri e 01 vaga – Projeto Anexo Margarida Gerna no Bairro Santo Antônio)
Remuneração: R$ 35,00 (por hora)

2.2 Cargo: Oficineiro de teatro  

Carga horária: 5h semanais = 20h mensais

Escolaridade mínima:nível médio com formação específica em teatro e artes cênicas e/ou experiência

 Vagas: 01 ( projeto Margarida Gerna em Guriri)

Remuneração: R$ 35,00 (por hora)


2.3 Cargo: Oficineiro de Violão

Carga horária: 5h semanais = 20h mensais (cada)

Escolaridade mínima: nível médio com formação específica em Violão e/ou experiência

Vagas: 02 (sendo 01 vaga – projeto Margarida Gerna em Guriri e 01 vaga – Projeto Anexo Margarida Gerna no Bairro Santo Antônio)
Remuneração: R$ 35,00 (por hora)

2.4 Cargo: Oficineiro de Artes visuais

Carga horária: 5h semanais = 20h mensais (cada)

Escolaridade mínima: nível médio com formação específica e/ou experiência

Vagas: 01 (projeto Margarida Gerna em Guriri)

Remuneração: R$ 38,00 (por hora)

2.5 Cargo: Oficineiro de Artesanato

Carga horária: 5h semanais = 20h mensais (cada)

Escolaridade mínima: nível médio com formação específica e/ou experiência

Vagas: 01 (projeto Margarida Gerna Bairro Santo Antônio)

Remuneração: R$ 35,00 (por hora)             

2.6 Cargo: Oficineiro de Flauta

Carga horária: 5h semanais = 20h mensais (cada)

Escolaridade mínima: nível médio com formação específica em música ou flauta e/ou experiência

Vagas: 01 (projeto Margarida Gerna Bairro Santo Antônio)

Remuneração: R$ 35,00 (por hora)      

2.7 Cargo: Auxiliar de serviços gerais

Carga horária: 48 horas mensais

Escolaridade mínima: nível fundamental

Vagas: 01 (projeto Margarida Gerna Bairro Guriri)

Remuneração: R$ 705,00 (Mês)

2.8 Cargo: Psicóloga 

Modalidade: CLT

Carga horária: 20 horas mensais

Escolaridade mínima: nível superior completo em psicologia

Vagas: 01 (projeto Margarida Gerna Bairro Santo Antônio)

Remuneração: R$ 703,17 (Mês)


3.DAS ATRIBUIÇÕES PARA TODOS OS CARGOS 

a) Oficineiros: Planejar, executar e avaliar as atividades propostas no plano de aula para cada oficina; Acompanhar o desenvolvimento de cada beneficiário, encaminhando os casos que apresentarem mudança comportamental  ou reações agressivas durante as oficinas; Preparar material de apoio para cada oficina submetendo a apreciação da assessora de projetos contratada e da equipe de trabalho local; Registrar frequência diária dos beneficiários, bem como conteúdos ministrados; Participar e auxiliar na organização de apresentações, festival e intercâmbios culturais promovidos pelo projeto quando se tratar da oficina executada; Utilizar materiais e equipamentos do projeto com zelo e cuidado, orientando os beneficiários a terem o mesmo comportamento; Solicitar materiais para as oficinas em tempo hábil para que seja providenciado.

b)Psicólogo/a:

Realizar entrevista familiar para levantamento e registro de informações das crianças/famílias referente: vulnerabilidades e demandas, contexto familiar e comunitário; Identificar família em situação de crise e encaminhá-la para os serviços da rede sócio assistencial; Realizar visita domiciliar, afim de conhecer a realidade social das crianças e adolescentes do projeto; Criar junto aos beneficiários e educadores as regras de convívio; Incentivar a autonomia das crianças e dos adolescentes; Realizar o registro histórico da criança e do adolescente estando atento a suas necessidades, frequência, participação, envolvimento e dificuldades;Fazer avaliação psicológica; Elaborar o relatório de atendimento; Realizar rodas de convivência para ouvir o que as crianças trazem do seu cotidiano; Trabalhar com as crianças e adolescentes a importância do ouvir e do diálogo entre o grupo; Promover grupos que proporcione o convívio e autonomia familiar; Construção do plano individual e familiar e

monitoramento; Auxiliar na promoção de reunião familiar; Realizar acompanhamento familiar, visando o acolhimento; Realizar atendimentos individuais aos beneficiários e suas famílias, de acordo com demanda espontânea e específica; Promover grupos temáticos; Acompanhar individualmente as famílias e os beneficiários do projeto;observar e intervir (quando necessário) no comportamento em grupo; Participar de reuniões de equipe e eventos promovidos pela entidade; e participar de formações/capacitações ofertadas pela Cáritas.


4.  REQUISITOS EXIGIDOS PARA A FUNÇÃO

a) Prestador de Serviço em oficinas culturais:

– Experiência no cargo pretendido de no mínimo 01 ano;

– Domínio das ferramentas Word, Excel e PowerPoint;
– Compreender a dinâmica de funcionamento de organizações sociais; 
– Ter capacidade de trabalho em equipe e de aposta no diálogo social; 
– Capacidade de planejar e colaborar em eventos; solucionar problemas, mediar processos decisórios e conflitos; iniciativa e dinamismo;
– Ter vivência com atuação em situações de vulnerabilidade social;

– Ser profissional proativo e propositivo;

– Disponibilidade para viagens (no caso de apresentações, intercâmbios e festival);

– Possuir MEI, para os candidatos as vagas para oficineiros e auxiliar de serviços gerais


5.INSCRIÇÕES 
Para inscrever-se, o (a) candidato (a) deverá enviar Currículo para os e-mails:
caritas.dsm.saomateus@gmail.com com cópia para: adm.caritas@gmail.com acrescido das seguintes informações: 

Edital de Seleção nº 001/2022 e Cargo Pretendido
.

Ao inscrever-se, o candidato aceita de forma irrestrita as condições contidas neste edital, que constituem as normas que regem o Processo Seletivo, não podendo alegar desconhecimento. 

6.PRAZOS

O processo seletivo será simplificado e constará de duas etapas: Análise curricular; e entrevista dos candidatos pré-selecionados. As etapas serão realizadas na sede da Cáritas Diocesana – Rua Dr. Arlindo Sodré, nº 1.305, Centro, São Mateus/ES.

ETAPAS E PRAZOS

Recebimento dos currículos: 28 a 31/07/2022  
Divulgação dos selecionados para entrevista: 01/08/2022
Entrevista com os selecionados: 03, 04 e 05/08/2022
Divulgação do resultado: 08/08/2022

Os resultados das seleções serão enviados por e-mail e publicados no seguinte site: 

  • Diocese de São Mateus – www.diocesedesaomateus.org.br 

Na página do instagram:

  • Cáritas Diocesana de São Mateus – @caritas.sm

Diocese de São Mateus realiza Encontro dos Agentes de Pastoral

Aconteceu nos dias 25 a 27 de julho deste ano, o Encontro Anual dos Agentes de Pastoral da diocese de São Mateus. O evento ficou fora das atividades pastorais por dois anos, em função da pandemia.

Bispo, padres, religiosos e religiosas, estiveram reunidos no Centro Diocesano de encontros na cidade de São Mateus, para participarem de uma reflexão sobre a exortação pós-sinodal do Papa Francisco, publicada em 2016, Amoris Laetitia (Alegria do Amor), que trata do amor nas relações familiares.

O evento contou com a assessoria do padre Juliano Ribeiro Almeida, mestre e doutor em teologia sistemática e membro do clero da diocese de Cachoeiro de Itapemirim. Atualmente ele é o professor das disciplinas de antropologia teológica e teologia da graça no instituto de teologia do Regional Leste 3.

O momento foi uma grande oportunidade de recuperação da mensagem de compaixão e acolhimento dirigida às famílias na exortação do Papa Francisco.

As reflexões se concentraram no capítulo 8 do documento que traz o desafio pastoral na acolhida e evangelização dos casais em novas uniões e em situações especiais no ambiente familiar.

Após trazer declarações do Magistério da Igreja e reflexões teológicas sobre o assunto, padre Juliano enfatizou a necessidade de iniciarmos processos de acolhida e integração das famílias em situação de vulnerabilidade afetiva, sacramental e pastoral em nossas comunidades.

Na visão do assessor, a Igreja precisa apressar-se para encontrar soluções pastorais, que promovam acompanhamento saudável e esclarecimentos oportunos aos membros de nossas famílias, que enfrentam consequências dolorosas das escolhas afetivas do passado.

Casais nas chamadas “situações irregulares” (amasiados, casados no civil, recasados etc) precisam de boa catequese e acompanhamento pastoral dedicado para participarem de maneira mais profunda dos Sacramentos da Igreja. “Não se pode condenar ninguém para sempre”, diz o Papa. Por isso, as comunidades precisam desenvolver práticas pastorais que ajudem as famílias a sentirem-se respeitadas e valorizadas, mesmo quando atravessam momentos dolorosos em seus relacionamentos familiares.

Diante de situações tão complexas, não cabe aos ministros da Igreja e aos agentes de pastoral familiar responder apenas perguntas de “pode e não pode”. É preciso cuidar da riqueza sacramental da Igreja sem transformar a catequese e os momentos celebrativos em julgamentos que condenam e excluem pessoas, ao invés de acolhê-las e ensiná-las o caminho de uma vivência saudável de sua fé.

Uma boa e fiel participação nos Sacramentos deve passar por um grande mergulho na misericórdia divina, pois, como diz o apóstolo Paulo, é pela graça que fomos salvos.

Acolher, discernir e integrar pessoas nesse processo de escuta e formação se torna o remédio pelo qual o amor de Deus chegará a todos os membros de nossas famílias e comunidades.

Diocese de São Mateus marca presença no 7º Encontro Nacional da Pastoral da Comunicação

Aconteceu entre os dias 22 e 24 de julho de 2022, na cidade de Indaiatuba – SP, mais precisamente no Mosteiro de Itaici, a 7ª edição do Encontro Nacional da Pastoral da Comunicação, onde agentes da Pastoral da Comunicação das mais diversas regiões do Brasil estiveram reunidos de forma presencial e on-line. O encontro que geralmente acontece a cada dois anos, teve como tema este ano “Comunicação e Sinodalidade: comunhão, participação e missão”.

O encontro iniciou na sexta-feira (22) pela manhã, quando aconteceu a tradicional reunião da Coordenação Nacional da Pastoral da Comunicação, que contou com a representação de 14 dos 19 Regionais do Brasil, dentre estas, a representação do Regional Leste 3, pelo coordenador de comunicação do regional e assessor eclesial da Pastoral da Comunicação na Diocese de São Mateus, Padre Patric da Silva Wanderley.

A reunião foi conduzida pelo Coordenador Nacional, Marcus Tullius, e contou com momento de escuta dos coordenadores sobre as alegrias e tristezas vividas em seus regionais, avaliação dos últimos 4 anos da atual gestão da Pascom Brasil e indicação dos nomes para a nova coordenação, em lista tríplice, conforme previsto em regimento.

Na noite da sexta-feira houve a abertura oficial do encontro para todos os agentes, que participaram de forma híbrida. Além do Pe. Patric, participou presencialmente a coordenadora diocesana da Pastoral da Comunicação da Diocese de São Mateus, Indihane Terra. Durante a programação do encontro participaram especialistas do Brasil e do Exterior para auxiliar nas reflexões propostas, e que contribuíram no debate das mais diversas temáticas, como por exemplo, o eixo da Espiritualidade da Pastoral. As palestras foram sempre norteadas pelo tema central do Encontro que enfatizou a importância da participação no processo Sinodal vivenciado pela Igreja de todo o mundo entre os anos de 2021 e 2023.

Este momento de formação, alinhamento pastoral e troca de experiências e saberes teve a sua culminância, no dia 24 de julho, com a Santa Missa presidida pelo Dom Joaquim Mol, presidente da Comissão Episcopal para a Comunicação no Brasil , que na ocasião anunciou a nova coordenação nacional e também a data prevista para a 8ª edição do Encontro, que deve acontecer entre os dias 19 a 21 de Julho de 2024.

Seminarista Diolino realiza experiência missionária em Porto Velho – RO

Dos dias 15 a 25 de julho o seminarista Diolino Barbosa dos Santos, 4° Ano de Teologia, realizará em Porto Velho – RO uma atividade acadêmica e missionária referente ao seu Trabalho de Conclusão de Curso da Teologia (TCC) sobre a Igreja na Região Amazônica.


Estão previstas conversas com lideranças religiosas e leigas da Igreja local, além de visitas à periferia, uma comunidade ribeirinha, e uma aldeia indígena da região.

Regional Leste 3 presente no 4º Congresso Missionário Nacional de Seminaristas

Seminaristas de todas as quatro dioceses do Espírito Santo, que integram o Regional Leste 3, estão em João Pessoa (PB), onde participam do 4º Congresso Missionário Nacional de Seminaristas, que teve início na última segunda-feira (11/7) e segue até domingo (17/7). Entre os participantes está presente o seminarista Evanderson Medeiros, que acompanha o Conselho Missionário de Seminaristas (COMISE) de nosso Seminário Diocesano. O bispo da Diocese de Cachoeiro de Itapemirim, dom Luiz Fernando Lisboa, também está presente.

O seminarista da Diocese de Colatina, Carlos Daniel de Souza Martins, é o secretário nacional do Conselho Missionário de Seminaristas (Comises) e integra a equipe de organização do evento que é promovido pelas Pontifícias Obras Missionárias (POM) e pela coordenação nacional do Comise.

Com o tema “Missão ad gentes na formação de seminaristas” e o lema “Sereis minhas testemunhas até os confins da terra” (At 1,8), o evento reúne cerca de 350 seminaristas, reitores e formadores de seminários, bispos e convidados de todo o país num espaço de reflexão, troca de experiências e celebrações. O objetivo é animar e aprimorar a formação missionária dos futuros presbíteros no Brasil, de maneira que a missão seja realmente eixo central da formação e ajude a adquirir um autêntico espírito missionário.

Diocese de São Mateus promove IV Seminário Diocesano da Pastoral da Educação.

O momento que estamos vivenciando é desafiador. Vivemos meses e meses afastados, por um inimigo invisível, dos ambientes escolares, das igrejas, dos espaços de lazer e da vida em sociedade.

Ficamos isolados e a única comunicação era através das telas da televisão, do computador e/ou notebook e do aparelho telefônico. Fomos desafiados a ensinar e aprender de nossas casas. Aqueles que conseguiram, se equiparam para se adequar às novas realidades educacionais e consequentemente alcançar os resultados satisfatórios no final do ano.

Retornamos ao ambiente escolar com medo e preocupados com o desafio da deficiência da base curricular para cada ano da Educação Básica. Encontramos alunos desmotivados, desanimados, revoltados por perdas e separações familiares e com dificuldades de aprendizagem.

Para alcançar os resultados esperados, não conseguimos olhar os alunos com compaixão, como nos ensina o evangelista João: “Acolher ao invés de julgar, doar sem interesse e estar disponível para servir”. É necessário mudar nossa postura, inovar, fazer a diferença, encontrar um caminho para adequar a base curricular perdida.

O escritor Guimarães Rosa (2018, p. 293) afirmou que “o correr da vida embrulha tudo, a vida é assim: esquenta e esfria, aperta e daí afrouxa, sossega e depois desinquieta. O que ela quer da gente é coragem. O que Deus quer é ver a gente aprendendo a ser capaz de ficar alegre a mais, no meio da alegria, e inda mais alegre ainda no meio da tristeza”.

A Pastoral da Educação da Diocese de São Mateus, com o foco no cuidar de si e do outro, promove o seu Quarto Seminário, com o tema Efeitos da Pandemia na Educação: cuidar de si e do outro, que irá acontecer no dia 23 de julho de 2022, das 8 às 12 horas, no Centro Paroquial São Marcos em Nova Venécia/ES.

Você, educador que atua nas diversas etapas, níveis e funções no processo educacional, catequista, pai ou aluno, é nosso convidado! Não fique de fora!  Inscreva-se, participe e amplie seu nível de conhecimento para que, juntos, possamos praticar uma educação voltada para uma aprendizagem acolhedora!

Valor da inscrição: R$ 10,00 (a ser pago no dia do seminário / credenciamento – para custear despesas do evento e alimentação).

Inscreva-se, clicando no link a seguir:

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScRQpkwQLl2oZmLv2xky6oipQDhWZcLta_nGMu3G8hlHoFmaw/viewform?usp=sf_link